Aos amigos leitores

Post para encerrar o Absinto Surrealista. Estou agora investindo num novo blog: https://rodrigoffbrito.wordpress.com

Mais artigos interessantes e a poesia sempre presente!!!
Conheça o blog, continue acompanhando as minhas postagens, as minhas ideias, meus poemas e outros conteúdos que aparecerão. Aguardo todos lá. Grande abraço e muito obrigado a todos que acessaram esse querido absinto.

sol-de-letras

Poema 1 + bônus

Declamação do primeiro poema do meu livro VISÕES. Assistam:

 

.

De bônus ainda ofereço este vídeo:

“Valdir Rocha, artista plástico, crítico e editor, é o proponente desse experimento poético. O poeta Floriano Martins aceitou o desafio. O também poeta Celso de Alencar é o auditor do experimento. Registro e montagem de Pipol”.

Garganta LP de poesia falada

garganta

“GARGANTA é um LP em vinil de poesia falada. Um documento sonoro, registro coletivo de uma poesia contemporânea brasileira, um retrato possível de alguma poesia falada por poetas atuantes hoje, no Brasil.

Com Daniel Castanheira (pesquisador de sons, fundador do Hapax, doutor em letras pela PUC-RJ) produzindo as intervenções sonoras que permearão e darão a liga do projeto, GARGANTA – batizado em homenagem ao Ericson Pires – reunirá, nesse registro, um grupo amplo e deliciosamente heterogêneo de artistas falando seus poemas: Alice Sant’Anna, Amora Pêra, Ana Martins Marques, André Dahmer, Angélica Freitas, Beatriz Azevedo, Bruna Beber, Domingos Guimaraens, Fabiano Calixto, Fabrício Corsaletti, Gregório Duvivier, Laura Liuzzi, Marcelo Montenegro, Mariano Marovatto, Omar Salomão, Pedro Lago, Pedro Rocha, Sérgio Cohn, Thiago E e Vitor Paiva.”

Eu vi o anúncio deste projeto de financiamento coletivo através de uma postagem no Facebook da Bruna Beber. Achei interessante e decidi contribuir. É uma boa iniciativa do Sergio Cohn e será com certeza muito prazeroso ouvir as declamações. Interessante também, pq ouviremos alguns dos diversos sentidos da poesia contemporânea.

Alguns escritores eu já conheço o trabalho ou já ouvi falar. Sergio Cohn, além de admirar os trabalhos dele, é também uma referência importante pra mim, pois estudo/leio/aprecio/admiro as obras do Piva, em especial o livro Paranoia, meu objeto de análise no Mestrado. Acompanho a jornada literária da Bruna Beber via Facebook e Youtube. Gostei também de saber sobre a participação do Thiago E. Teresina é uma cidade que tem despertado minha atenção por causa das agitações culturais que os idealizadores da revista Acrobata fazem. Penso que a participação do Thiago E seja importante, pois expandiu o projeto e não ficou algo apenas de produções literárias do sudeste do Brasil. A Alice Sant’Anna e Laura Liuzzi… Impossível não lembrar as participações delas no documentário “Bruta Aventura em Versos”.

Pesquisei um pouco sobre os escritores da lista e realmente a Garganta será um documento sonoro com poetas interessantes. Me lembrarei de todos quando eu procurar algum livro para ler.

Espero que essa publicação ajude de alguma forma o projeto. Seja na divulgação para encontrar mais apoiadores ou mais leitores/apreciadores dos ótimos escritores que fazem parte da Garganta.

Clique aqui para acessar o site e ajudar na contribuição: Garganta LP

Notícias de “VISÕES”

E esse blog sobrevivente de todos os vendavais. Parecia algo que estava longe, mas na verdade sempre esteve aqui.

Entretanto, já ouviram falar do “VISÕES”? É o meu segundo livro de poemas, com ilustrações de Israel Carlini e publicado pela editora Penalux. 

Apresento então três poemas que fazem parte do livro:

Poema 1

Poema 17

Poema 21

Para adquirir um livro, só entrar em contato via e-mail (rodrigoffbrito@gmail.com) ou através da loja virtual da editora.

Sim, esse post é só pra fazer propaganda do meu novo livro. 🙂

capa

Lembranças…

O mês de agosto será de novas experimentações poéticas. Parece frase batida do Caio Fernando Abreu sobre os meses, mas mesmo sendo ainda o sétimo dia de agosto, esse mês tem sido interessante. A dissertação está caminhando bem e com boas leituras; escreverei o prefácio de um livro de poemas e ainda letras para as músicas de uma banda de Doom Metal. Todas essas me deixaram muito felizes, mas o compromisso que me surgiu para segunda-feira, dia 10, esse tem mexido muito comigo, me deixando feliz e emocionado.

Me ocorreu diversas lembranças da época de adolescência e fui atrás de algumas relíquias: meus cds, dvds e revistas de Heavy Metal. Essas preciosidades de 2004/2005 tão bem guardadas que até o cheirinho de novo ainda estão presentes. Apesar que não tirei foto, tenho também os dvds “Still Reigning” do Slayer, “Eletric eyes” do Judas Priest e “Evil or Divine” do Dio. Naquela época, apesar de já existir o download, não era tão fácil baixar shows. O Youtube nem existia. Era lindo e mágico! Comprar produtos de uma banda é algo muito bonito, faz eu me sentir inserido na banda e retribuir aos músicos o carinho que sinto pela banda. Me lembro também que achei o cd do Metalium insuportável. Hahah…

20150807_132844

20150807_132945


Nesse exato momento me lembrei que o Roberto Piva reflete sobre a importância que os gibis tiveram para a sua formação pessoal e intelectual. Comigo as histórias em quadrinho também foram fundamentais. Tenho a saga completa em mangá dos Cavaleiros do Zodíaco. Era muito interessante acompanhar a história. Quando chegou então na tão falada saga Hades, então… Foi um delírio! Uma surpresa atrás de surpresa. Tristeza foi quando terminou, acho que em 2002.
20150807_143912

Período de muita leitura de mangás e ao som de Heavy Metal. Wasp, Angra, Shaman e Blind Guardian foram as primeiras bandas que eu fiquei fã. Angra e Shaman, putz… Quantas histórias… Mais de uma década apreciando as músicas que ficam mais lindas a cada ano. 

Lembranças…

VISÕES: fotos e vídeo

O lançamento de “VISÕES” foi muito legal, valeu a pena cada segundo do evento. Um grande abraço a todos que foram prestigiar o lançamento. Foi muito bom rever pessoas queridas, conhecer e conversar com pessoas novas.
Deixo também um agradecimento ao SESC Rondonópolis por novamente somar com a minha trajetória literária. Agradeço ao meu amigo Vicente pelo apoio antes e durante o lançamento. Valeu também ao Israel pelas ilustrações, apoio e na ajuda na divulgação do lançamento; aos amigos, colegas e professores da UFMT; aos que bebem no Jungle’s Rock bar; ao Barth, Carnaúba e Gabriel que estiveram presentes em todos os lançamentos.. Valeu a todos!! Todos tiveram uma participação especial no lançamento e lembrarei com muito carinho. 

algumas fotos do lançamento:


.
O vídeo abaixo é a parte final do lançamento. Declamei o poema erótico “12” e na sequência, o Amadeus lê o poema “14”.

 

VISÕES: a ilustração

O “VISÕES”, como o próprio título sugere, é um livro para ser lido, declamado e ser visto. As poesias pictóricas de Israel Carlini também contribuíram para esse efeito. Os desenhos ficaram todos muito lindos e possuem um mistério que vale a pena ser absorvido pela imagem. Divulgo a primeira ilustração e convido a todos para participarem do lançamento dia 09 de julho às 19 horas no Espaço Cultural do SESC Rondonópolis.
.
.
.

VISÕES: três poemas

Os três poemas abaixo fazem parte do meu segundo livro, o VISÕES. Todos estão convidados para participar do lançamento, será no Espaço Cultural do SESC Rondonópolis, no dia 09 de julho às 19 horas.

21

Ao som de Jim Morrison

Via teus olhos fechados

enquanto a minha boca tremia

ao encontro de seu coração

 

Um furacão de imagens multicoloridas

para testemunharem a beleza de teus lábios

 

Os mais belos sorrisos fitam os olhos

carregam a libido daqueles cabelos

que instigam-me a beijar todas as dobras do corpo

e lambuzar-me nas riquezas de tuas genitálias

17

Foi na alvorada que a voz me trouxe o teu sorriso

o clarão dos timbres onde a presença

afaga a pele e descansa as dores

.

Sei da lamentação ao fitar a janela

tua alma tem a nitidez de um buquê de rosas

a mesma que oferece às constelações de amores

para ser sentida o teu perfume nos alvos símbolos

da natureza e do renascimento de teu sonho

1

 

Sonhei que escrevia um poema

e nos versos desenhava o arrebol

dentro de mim cresciam castelos

dentro de mim nasciam árvores

na ponta do meu corpo brotavam confusões

ao norte eram apenas os segredos

de uma noite ilusória.

 

Imaginei Macário a declamar os meus delírios

em cada descompasso que minhas lágrimas

ofereciam ao Anjo de Sodoma

 

Desenharei algum dia a cena que me alucina

e será a grande obra do acaso.

 

Os sonhos não receberão aplausos

não receberão um beijo

não receberão um abraço

IMG-20150502-WA0002

Protesto contra o CAPS AD 3?

Um grupo de moradores dos bairros Novo Horizonte e Moradas de Parati protestaram, no dia 30 de abril, contra a construção do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (CAPS AD 3). Numa recente reportagem publicada no jornal A Tribuna, os moradores afirmaram não serem contra o CAPS AD III na cidade, no entanto, são contra a construção ao lado de instituições de Educação Infantil e de Ensino Fundamental.

Em Rondonópolis, há outros CAPS, entre eles o CAPS AD II, ao lado da praça da Saudade, numa região da cidade com diversas residências e comércios. As pessoas que moram ou trafegam por ali não sofrem nenhum risco ou prejuízo por causa dos usuários atendidos pela instituição.

É necessário, também, lembrarmos que pouco é falado nas mídias sobre a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) e esse desconhecimento pode ter levado a esse ato.  A RAPS integra o Sistema Único de Saúde (SUS), cuja operacionalização faz parte da Política Nacional de Saúde Mental, presente desde a Atenção Básica da saúde aos leitos em Hospitais Gerais. O CAPS faz parte dessa rede e é uma instituição que atende as pessoas que fazem uso problemático de substâncias psicoativas com a proposta da Redução de danos, visando a sua reinserção social e a ampliação dos direitos de cada usuário do sistema de saúde.

O protesto contra a construção de um CAPS está na contramão de diversas manifestações que exigem melhorias nas políticas de saúde pública. Estigmatizar os usuários dos CAPS e apontá-los como possíveis criminosos, como os moradores desses dois bairros fizeram, é de extrema intolerância e viola o direito ao respeito do cidadão.

Vale acrescentar de que a maioria das pessoas que recebem o cuidado e atenção dos serviços do CAPS não possui o histórico de crimes, são apenas pessoas que fazem uso de substâncias, sendo estas muitas vezes legalizadas pela sociedade, como é o caso do álcool que, inclusive, os seus usuários constituem a maior demanda da instituição.

Tal manifestação é apenas um sinal de que a população não conhece o serviço multiprofissional dos trabalhadores de saúde mental; pois o poder público pouco faz para a população conhecer essas atividades. Nesse sentido, vemos vereadores a apoiar o protesto. Ao invés de contribuir com a desinformação dos moradores, esses representantes da câmara poderiam informá-los sobre os benefícios e avanços que o CAPS irá trazer tanto para o bairro quanto para toda a cidade de Rondonópolis, ou ao menos convidá-los a conhecer os serviços que essa instituição oferece à cidade.

Resumindo, é importante que os moradores apoiem os avanços nas políticas de saúde pública que Rondonópolis recebe. De preferência, sem medos ou preconceitos, pois a implantação de CAPS não oferece risco à população; pelo contrário, o que coloca a sociedade em risco é não oferecer atendimento às pessoas que fazem uso problemático de álcool e outras drogas.

Lançamento de VISÕES

Solstício ao Luar foi uma jornada, um período de interessantes aprendizados. Foi publicado em 2013 e a partir dessa data o livro me proporcionou diversas coisas boas. Agora é hora de investir na minha mais nova obra: VISÕES, pela editora Penalux.

O meu irmão Ricardo mais uma vez fez um belíssimo anúncio do lançamento do livro. Esse cara arrebenta demais. Vale a pena conferir seus trabalhos, aproveitem e curtem a página dele: Bozzeto Design.

 

Em breve mais informações sobre o VISÕES…

 

Todos estão convidados:
IMG-20150502-WA0001