Aos amigos leitores

Post para encerrar o Absinto Surrealista. Estou agora investindo num novo blog: https://rodrigoffbrito.wordpress.com

Mais artigos interessantes e a poesia sempre presente!!!
Conheça o blog, continue acompanhando as minhas postagens, as minhas ideias, meus poemas e outros conteúdos que aparecerão. Aguardo todos lá. Grande abraço e muito obrigado a todos que acessaram esse querido absinto.

sol-de-letras

Mais Solstício ao Luar

É com muito orgulho que convido a todos para participar no dia 04 de novembro às 19:30 (pontualmente) no Espaço Cultural do Sesc Rondonópolis, da Noite de Lançamento de “Solstício ao Luar”. Conto com a presença de todos, será muito lindo! Vou declamar meus poemas e ainda teremos um belíssimo buffet. Estejam em Rondonópolis nessa data para juntos, dissolvermos a realidade.

1013495_254142484761482_1750605353_n

.

.

Fotos e vídeos do lançamento em Cuiabá

DSC02714.

Lançamento de “Solstício ao Luar” e “Porta Estreita”, de Joe Sales, em Cuiabá. Na noite de estreia, declamei os poemas Escarro Primaveral, Vinho Pálido, Memória Noturna e Pulsação Versátil. Foi muito legal!! Muito obrigado a todos que foram.

.

.

.

Um Solstício… Ao Luar?

Em agosto de 2012, iniciou-se uma tempestade de suco gástrico em pequenas gotas de lilás. Era o começo de um frio antes das sombras desfalecerem subitamente. Estava em êxtase à procura de algo acima do real e o primeiro passo foi desvelar as sinfonias do caos intitulado de “Escarro Primaveral”.

Em janeiro de 2013 foi concluído! Todos os elementos alquímicos à base do inusitado e do sinestésico foram colocados em uma fôrma de papel e pré-aquecido com o simbólico em sintonia com a poesia. Os pingos de sangue presentes na escrita oferecem a subversão do universo onírico para criar uma nova proposta, na qual estão à espera de uma interpretação. Ou não.

A poética ganha uma nova respiração e é elevada ao inexprimível para atingir algo que não desaparece, não se vê e, no entanto, está presente. A Estética encontra na necessidade de desenhar a nova alvorada, uma forma de estar inserido em um Buraco Negro e de vislumbrar todas as cores explosivas.

 Foram criados 66 monumentos lapidados com a dedicação de nunca esconder a bandeira da imaginação. O livro estava pronto e isso tornou os dias mais profundos. Era o Solstício que precisava de um molho especial. Da mesma maneira que existe macarrão à bolonhesa, o Solstício foi temperado com as fragrâncias da lua e com o mistério de Plutão.

Sendo assim, “Solstício ao Luar” é o nome do meu primeiro livro, publicado em dezembro de 2013 pela editora carioca Multifoco. É a jornada no plano dos sonhos para receber de braços abertos e sortidos, os caminhos ao âmago que anoitece na claridade de uma borboleta. Com isso, todos que buscam de maneira explosiva, os absintos do coração, estão convidados para conhecer e ler o livro.

capa

Café Poético!!

Reportagem de divulgação do lançamento do meu livro no jornal A Tribuna: Estudante de psicologia lança livro de poesias

capa-solsticioaoluar

A Editora Multifoco, o escritor Rodrigo Fernandes e a Center Livros convidam a todos para o lançamento do livro de poesias “Solstício ao Luar”.

O evento denominado “Café Poético”, será realizado no dia 10/01 às 19 horas na Center Livros do Rondon Plaza Shopping. A entrada para o evento é gratuita e o livro estará à venda a preço promocional de 25 reais e contará também com a apresentação musical de Luiz Góes e Gabriel Carmo.

“Solstício ao Luar” é a desconstrução da racionalidade e a reinvenção das imagens através da elevação do indecifrável e do inexprimível. Influenciado pelas poéticas de Ciro Pessoa, André Breton e Salvador Dali, a poesia encontra na sinestesia fórmulas de transfigurar a realidade para a profundeza metafísica dos sonhos. São 66 poemas surrealistas, que além de explosivos, afagam todas as ventanias para nos permitir sonhar.

.

.

anúncio